O que muda no turismo com o #Brexit

A saída do Reino Unido da União Europeia, consolidada ontem a partir de plebiscito, está mexendo com a economia na Europa. Análises estão sendo feitas em tempo real, e a notícia preocupa quem vai viajar para o Velho Continente. Afinal, o que pode acontecer? A gente apurou algumas possibilidades, confira:

Black Cabs Parked In New Bond Street In London, Uk.

– O crescimento econômico vai ser mais moderado na Europa toda, isso pode impactar quem é emigrante no Reino Unido, mas isso pode se estender a quem está nos outros países do continente, sim;

– A queda da Libra vai trazer restrições aos residentes do Reino Unido, que poderão viajar menos. O poder de compra de turistas britânicos vai ser duramente impactado;

– Cidadãos estrangeiros terão mais dificuldade em encontrar empregos por lá, porque as oportunidades no mercado de trabalho serão mais restritas aos nativos;

– O Reino Unido é atualmente a segunda maior economia da Europa. Com a saída do país da União Europeia, isso pode abrir precedentes para que outros países sigam o mesmo caminho, o que pode trazer danos a quem quer viajar fazendo um mochilão pela Europa, por exemplo;

– Viajar para o Reino Unido tende a ficar mais barato, com a Libra caindo cada vez mais. O poder aquisitivo de quem já está por lá ou vai viajar a turismo/intercâmbio também deve aumentar, o que é positivo para quem pretende ir.

No ano passado, mais de 36 milhões de turistas visitaram o Reino Unido, dos quais 77% eram cidadãos da União Europeia. Agora é aguardar o desfecho dos próximos dias para ver se este número vai aumentar ou diminuir. No Brasil, o Banco Central disse em nota que está monitorando os efeitos que o #Brexit vai causar aqui. A gente aguarda e espera que tudo fique da melhor maneira possível, para quem vai viajar ou já está por lá!