Berço do Renascimento, poucas cidades do mundo são tão monumentais quanto Florença, na região da Toscana

Berço do Renascimento, poucas cidades do mundo são tão monumentais quanto Florença, na região da Toscana

A cidade italiana abriga a escultura mais famosa da humanidade (o Davi, de Michelangelo), uma das catedrais mais magníficas da Itália (o Duomo) e um dos museus mais fabulosos do mundo (a Galleria Uffizi, uma das melhores coleções renascentistas do planeta, com obras primas de Da Vinci, Botticelli, Giotto e Michelangelo).

FD-florence-italia-duomo

Dois outros pontos de visitação obrigatórios são a Ponte Vecchio e a Piazza della Signoria.

FD-ponte-vecchio-florenca

E para aqueles que preferem fugir do agito turístico, basta cruzar o Rio Arno e chegar a Oltrarno, a região mais autêntica da cidade e um verdadeiro museu a céu aberto, com um labirinto de ruazinhas, nas quais os artesãos trabalham diariamente, seguindo as técnicas que passam de geração para geração e que fazem o artesanato de Florença ser tão apreciado no mundo inteiro.

FD-francesco-guazzelli-florenca

Durante o dia, a parada obrigatória é o Palazzo Pitti (que já foi residência dos Grandes Duques de Toscana, e mais tarde do Rei da Itália, conta com oito museus em seu interior e três lindíssimos jardins).

FD-palazzo-pitti-florenca

Partindo do Palazzo Pitti, vale visitar também La Chiesa di Santa Felicita (a igreja mais antiga de Oltrarno, localizada na Piazza Santa Felicita) e seguir numa caminhada em direção a Costa di San Giorgo, até chegar primeiro no Forte del Belvedere e depois em San Miniato al Monte, o exemplo mais importante da arquitetura românica de Florença (o interior também é belíssimo).
Se depois de todas essas atrações, ainda sobrar tempo e disposição, o Museo Bardini, na Piazza de Mozzi, é uma boa opção!

FD-museo-bardini

Já no entardecer, a grande pedida é apreciar o pôr do sol da Piazzale Michelangelo, com uma vista panorâmica espetacular da cidade.

FD-por-so-sol-italia

À noite, a Piazza di Santo Spirito e seus arredores reúnem os melhores restaurante e bares florentinos, segundo os próprios moradores.

Além das obras espalhadas pelas ruas, museus e jardins da cidade, também vale ficar de olho nas placas de trânsito. Muitas delas sofreram interferências do artista francês Clet Abraham.

FD-mapa-florenca

A caminhada sugerida em Oltrarno dura cerca de 33 minutos (contando apenas o deslocamento, sem o tempo de visita das atrações). É preciso disposição e o uso de sapatos confortáveis. Mas cada passinho valerá muito a pena, afinal você estará numa das regiões mais belas desse planeta!

Antes de sair, consulte o horário de funcionamento das atrações, que variam a cada temporada.